segunda-feira, 18 de agosto de 2008

1983 - 5 Séculos do Azulejo em Portugal (10º Grupo)


Caros filatelistas / bloguistas:
De facto, o azulejo português é uma das nossas melhores artes decorativas ...

Desta feita, o motivo do azulejo é avulso, representando aqui várias espécies de aves, datando do século XVIII.

Nunca me canso de espreitar pelas frinchas de uma porta alta de madeira, ou por um portão, quando descortino pelo canto do olho um quadrado, depois outro, e mais outro, formando um padrão ou a parte de uma figura por ele representada... Mesmo correndo o risco de me dizerem que não posso ver... de me mandarem embora... de vedarem o acesso...

Revolta-me o facto de, por este país fora, ver monumentos e seus azulejos destruídos ou saqueados, pela cobiça dos que querem apenas para si o gozo ou fruição destes, nas suas casas espalhadas pelo mundo! Pois se há mercado para a sua venda, haverá sempre fornecedores dispostos a arranjar o produto pretendido...

Felizmente, existe muita informação sobre o azulejo. A título exemplificativo, alguns links:
http://www.oazulejo.net/main.html
http://pt.wikipedia.org/wiki/Azulejo

1 comentário:

Manuelinho disse...

Sobre o descaminho de azulejos e elementos arquitectónicos de edifícios históricos nacionais, recomenda-se a consulta ao site americano da actividade comercial do, até á pouco tempo, presidente da Associação Portuguesa de Antiquários, onde se pode observar um inacreditável catálogo de peças desses géneros, actualmente á venda nos E.U.A. (e só do estabelecimento de Palm Beach pois as peças mais valiosas estão expostas em Manhattan).

http://www.solarantiquetiles.com/

Não obstante não duvidar da licitude desta actividade, que não ponho em causa, é pertinente interrogarmo-nos sobre quantas destas exportações definitivas de património histórico-artístico com mais de cem anos, é que foram solicitadas, e autorizadas pelos serviços competentes do Ministério da Cultura ?

Antiquário que até presta serviços de consutadoria á PJ no programa "SOS Azulejo" (?).

http://mais.uol.com.br/view/7945qmbpogar/tradicionais-azulejos-de-lisboa-sao-cada-vez-mais-roubados-0402306ECC916326?types=A&

Peças que há cerca de duas décadas são sistematicamente furtadas em Portugal por catálogo e por encomenda, por elementos de uma organização criminosa internacional, constituida por bandos de gatunos operacionais, de etnia cigana, e seus associados italianos e dos Países Baixos, que os organizam e distribuiem a mercadoria ilícita pelo mercado mundial. Indivíduos sobejamente conhecidos das autoridades judiciais nacionais, e internacionais, e que estranhamente não são eficazmente combatidos. Sendo classificados de um "grupo de ladrões ainda não identificado" !

http://sic.aeiou.pt/online/video/informacao/Reportagem+Especial/2009/1/sospatrimonio.htm

Faz-se entretanto pesquisa na net, designadamente na Ebay, para alegadamente cumprir e explicar o desempenho de funções, onde se detectam azulejos avulso, produto da pequena delinquência, e "esquece-se" o impune "comércio a grosso" das obras de arte valiosas.

http://video.msn.com/video.aspx?mkt=pt-br&vid=6f951fda-f648-4302-a426-462c531a269d

http://mais.uol.com.br/view/1575mnadmj5c/roubo-de-azulejos-em-portugal-ameaca-patrimonio-historico-040262DCC16366?types=A&

Bustos roubados estão certamente a ter muita procura entre os clientes estrangeiros desta organização criminosa, e designadamente no Alentejo e nas cercanias de Lisboa têm sido furtados vários com características semelhantes e sempre antigos.

http://alandroalandia.blogspot.com/2008/04/estatuetas-da-fonte-esto-de-regresso.html

http://riodasmacas.blogspot.com/2009/05/roubo-de-estatuaria-em-colares.html

http://altodapraca.blogspot.com/2009/05/monumento-nacional-assaltado.html

http://odistritodeportalegre.com/noticia.php?codigo=241

Cumprimentos